Agricultura 5.0: As oportunidades do presente (parte II)

Vivemos em um tempo onde novas tecnologias transformam constantemente a forma como interagimos e fazemos negócios. O Agronegócio brasileiro é particularmente adepto em seguir estas tendências mesmo com muitos de seus agentes possuindo características mais tradicionais, criando um contraste entre a habilidade do trabalho no campo e os conhecimentos proporcionados pela tecnologia. Este cenário torna possível o surgimento de novas revoluções em um ritmo sem precedentes. De fato, a chamada Agricultura 5.0 já é comentada por muitos players do Agronegócio e promete trazer conceitos que deverão elevar ainda mais o desempenho do campo.

Já falamos sobre as definições, características e visões do futuro quanto ao avanço da Agricultura 5.0 neste post. Hoje vamos apresentar algumas formas pelas quais as empresas do Agronegócio podem usar tecnologias e tendências destas transformações para ganhar espaço no mercado e aumentar sua produtividade. Vamos rever rapidamente alguns aspectos relevantes ao nosso futuro próximo e discutir que oportunidades temos hoje para alcançar dentro da Agricultura 5.0.


Sumarizando as principais qualidades do Agro 5.0


A visão de longo prazo do Agro 5.0 propõe um campo automatizado, com máquinas tomando decisões racionais por conta própria através de Inteligência Artificial, deixando ao trabalho dos produtores aspectos mais estratégicos e profissionais. Conhecimento e informação serão as chaves para o sucesso nesta realidade enquanto tecnologias e modelos de inovação serão assimilados de maneira muito rápida, tanto pelos produtores como pelas organizações que atuam ao seu lado.


Estas mudanças não são exclusivas à produtividade financeira do campo - embora esta seja uma bem-vinda consequência de suas tendências - mas também da preocupação em sustentabilidade socioambiental do Agronegócio em seu desafio de sustentar uma sociedade cada vez maior. Como um dos principais exportadores de alimentos no mundo, o Brasil será um protagonista natural nesta revolução.


Antes que tudo isto possa acontecer, a primeira fase desta transformação envolve o próprio produtor rural, que passa cada vez mais a entender, demandar e aceitar inovações em diferentes áreas de sua propriedade. De certa forma, este processo já vem acontecendo há muito tempo e verá apenas uma aceleração considerável durante os próximos anos.


As oportunidades do presente


Como os atuais agentes de inovação no campo, as organizações do Agronegócio precisam estar à frente desta transformação, mantendo o grau de seus conhecimentos sempre elevados e ofertando, através de seus produtos e serviços, tecnologia ao produtor rural. Já à disposição para cumprir este propósito estão as plataformas de Agricultura Digital. Por internalizarem o conceito de integração com outras ferramentas, processamento e análise de informações, a Agricultura Digital tende a permanecer e evoluir drasticamente com a revolução do Agro 5.0.


Em outro aspecto, o aumento da aceitação de tecnologias por parte do produtor rural é o primeiro a chamar atenção das empresas atendendo o campo. Com maior acesso a informações e uma presença no meio digital que vem se fortalecendo cada vez mais, o produtor contemporâneo realiza suas compras de forma bastante consciente. Desta forma, as organizações precisam realizar um esforço maior para convencê-lo da eficiência de seus produtos, além de manter um canal de comunicações aberto, sempre presente, para o esclarecimento de dúvidas e acesso aos seus consultores. O uso de Apps e manutenção de conteúdo nos meios digitais é um caminho assertivo para se aproximar deste novo perfil de produtores.


Se algum fator pode se tornar o marcador para o Agro 5.0, ele certamente seria a nova dinâmica um-a-um do relacionamento entre empresas e o produtor rural. O conhecimento e interação com os clientes não pode ser mais encarado apenas como uma vantagem, mas sim como parte integral da cultura do Agronegócio. O acesso a tecnologia e informação dos clientes, combinados com a estratégia de fidelização e expertise encontrada nos agentes do campo, geram uma simbiose essencial para que ambas as partes desfrutem dos benefícios desta revolução tecnológica. Portanto, ao investir na gestão de clientes, renovar e profissionalizar a área comercial e otimizar a infraestrutura da empresa para receber novas tecnologias, as empresas do Agronegócio estarão empoderadas com a capacidade de se tornarem protagonistas na Agricultura 5.0.


Gostou deste post? Siga nossas redes sociais no facebook e linkedin para ter acesso a novos conteúdos sobre inovação e gestão no Agronegócio!


COMPARTILHE ESSE POST


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá.
Lembre-se que o comentário é de inteira resposabilidade do autor.


Feito com carinho