Agronegócio: o caminho para a verdadeira Independência do Brasil

Todos nós já ouvimos sobre a importância do agronegócio para a economia do Brasil. A cada safra, o aumento da produtividade e o crescimento das colheitas são muito comemorados por toda a mídia especializada. E essa empolgação não é gratuita, o agro é de fato o segmento que mantém a economia brasileira. Duvida? Que tal olharmos os números específicos do agronegócio brasileiro?

Nosso cenário político está longe de ser o ideal. Independentemente de suas preferências e crenças políticas, sabemos que novos escândalos surgem diariamente, e isso traz uma grande instabilidade econômica para o país, afinal, a política afeta absolutamente tudo: educação, economia, segurança, saúde, etc., além de impactar diretamente o ânimo dos grandes investidores internacionais.

O agro não está totalmente blindado dessa influência, mas os números do segmento contrariam todas as tendências dos demais segmentos econômicos, surpreendendo com crescimentos mesmo em cenário de recessão. As necessidades alimentícias dos brasileiros continuaram sendo atendidas, e ainda temos o suficiente para exportar quantidades recordes a outros países – sendo a China o maior comprador de produtos agro do Brasil. Essa grandeza do agronegócio brasileiro garante o crescimento das nossas divisas econômicas e fortalece, também, toda a cadeia de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação voltados ao agro.

Em 2016, o clima prejudicou a produção agrícola. Chuvas em excesso em alguns períodos, e secas estendidas em outros, mas ainda assim o resultado do agro foi 5% maior do que o registrado em 2015. Em números, a balança comercial de 2016 teve um superávit de US$ 47,692 bilhões, o maior já registrado na série histórica do dado, que se iniciou em 1980. O agronegócio representou 48% das exportações brasileiras, e 10% das importações.

Além disso, o agronegócio representa 23% do PIB do país, sendo a principal atividade econômica do Brasil. E apesar da recessão do PIB em 2015 e 2016, em ambos os anos, os valores absolutos do agronegócio vêm aumentando.

Em um cenário econômico onde o índice de desemprego gira em torno de 13%, o crescimento da geração de empregos no agronegócio também vem crescendo, e o agro já emprega aproximadamente um terço da mão-de-obra brasileira, tendo um aumento no número de vagas de 5%, se comparado aos números do ano passado.

Não há argumentos para desqualificar a importância do agronegócio para a economia do Brasil. Muito pelo contrário, o agronegócio é o grande responsável pela nossa sustentabilidade econômica, e o principal mantenedor da participação brasileira entre os grandes players mundiais, tais como os BRICS. Essa força econômica garante ao país a representatividade necessária para que o Brasil continue sendo considerado nas grandes decisões macroeconômicas internacionais. Ao mesmo tempo, consciente de sua potência produtiva, o Brasil empodera-se para traçar estratégias internacionais que buscam o seu crescimento e fortalecimento na economia global.

E você que atua em empresas do agronegócio brasileiro – como proprietário, diretor, como gestor, RTV, etc. – sabe qual a sua contribuição e importância para esses números? Sabe como explorar suas atividades de forma a contribuir ainda mais para o crescimento desse tão importante segmento de mercado? Sabe o caminho a ser tomado para se tornar ainda mais competitivo em relação a seus concorrentes.

A Datacoper tem soluções especialistas nesse segmento, com resultados comprovados em importantes empresas agro do Brasil, como o Grupo Shark, Coopercitrus, Kimberlit, Produquímica, Cooperalfa, Agrocat, I.Riedi, entre outras, como você pode ver aqui. Coloque o nome de sua empresa entre os destaques nacionais, inovando a maneira de se relacionar com seus clientes, com o auxílio do Clover CRM.

COMPARTILHE ESSE POST


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá.
Lembre-se que o comentário é de inteira resposabilidade do autor.


Feito com carinho