Lixo agrícola: 6 cuidados ao se fazer o descarte

Normalmente nos esquecemos que tudo o que consumimos gera algum tipo de resíduo. No Brasil, cada pessoa produz, em média, um quilo de lixo durante o dia. Ao mesmo tempo, para que os alimentos cheguem até a nossa mesa, uma grande quantidade de lixo agrícola é produzida.

A atividade agrícola produz alguns resíduos que podem ser bastante perigosos, por isso os produtores rurais devem estar cientes das maneiras corretas para o descarte desse tipo de lixo. O manejo de resíduos perigosos deve seguir normas ambientais e de segurança, incluindo o controle de substâncias perigosas para a saúde.

Quer saber mais? Continue lendo este texto e descubra 6 cuidados que devem ser tomados ao se fazer o descarte do lixo agrícola.


O que é lixo agrícola?


O termo “lixo agrícola” refere-se tanto aos resíduos naturais (orgânicos) como aos não-naturais. É um termo geral, utilizado para descrever resíduos produzidos em uma propriedade rural por meio de várias atividades agrícolas. Essas atividades podem incluir:

•    Criação de gado (leiteiro e de corte);
•    Horticultura;
•    Produção de grãos e sementes;
•    Pastagens;
•    Floriculturas;
•    E, até mesmo, florestas.

Há uma estimativa de que o lixo proveniente da agricultura seja responsável por mais de 30% dos resíduos globais.


Quais os efeitos do descarte incorreto de resíduos?


Os resíduos agrícolas podem produzir vários efeitos nocivos, incluindo riscos à saúde, contaminação de corpos d'água e da atmosfera circundante. O lixo agrícola, se não for devidamente eliminado, pode causar efeitos de curto e longo prazo nos ecossistemas, terrenos e ambientes mais amplos por conta da introdução de toxinas no solo e na água.


Como descartar embalagens de defensivos agrícolas?

A melhor forma de saber como descartar cada tipo de substância utilizada como defensivo em sua fazenda é por meio das orientações da embalagem. Caso não haja nenhuma especificação no rótulo do produto, você pode entrar em contato com o fabricante para que ele lhe dê as corretas instruções de como proceder.

Produtores rurais costumam também trocar com seus vizinhos os pesticidas que sobram de sua utilização. Seguem algumas instruções do que não fazer com os restos de defensivos agrícolas:

•    Não eliminar em pias, ralos ou qualquer local que leve ao esgoto;
•    Não descartar no solo, pois podem atingir os lençóis freáticos;
•    Nunca perfurar ou queimar um recipiente pressurizado ou aerossol;

Quando vazio, faça a lavagem adequada e elimine o recipiente de acordo com as instruções do rótulo. A incineração não é recomendada para o descarte, eles devem ser levados para um aterro destinado ao lixo agrícola.


Eliminação de carcaças


Os animais que morrem de causas naturais ou por doença não devem ser enterrados na propriedade rural, pois isto pode levar à poluição do solo, de rios e do lençol freático. Segundo uma pesquisa realizada pela Embrapa, a melhor forma de eliminar carcaças de animais mortos é pela compostagem. Neste caso, o cuidado resume-se ao controle adequado da decomposição do animal morto.


Descarte de resíduos vegetais


Os resíduos vegetais, muitas vezes, podem ser utilizados como adubo orgânico, sendo depositados em áreas de compostagem e depois levados até os pivôs ou canteiros. No entanto, assim como os animais que morrem por doenças, as plantas doentes também devem ser descartadas de forma especial.

Se a responsabilidade sobre seu lixo agrícola é transferida para outra empresa que dará um destino a ele, você deve ter certeza de que ela trabalhe dentro das leis ambientais para o descarte correto. Afinal de contas, você sempre é o maior responsável pelo lixo que produz.

Como você vem cuidando do lixo de sua fazenda? Deixe seu comentário aqui no post e compartilhe com a gente a sua experiência!

COMPARTILHE ESSE POST


DEIXE SEU COMENTÁRIO

Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá.
Lembre-se que o comentário é de inteira resposabilidade do autor.


Feito com carinho